Em busca do Sucesso

Aqui você começa o seu ciclo para um sucesso absoluto.


De olho no mercado rural, montadora recentemente anunciou R$ 4 bilhões em investimentos para adequar produção de veículos. Maior feira de tecnologia agrícola do país acontece em Ribeirão Preto até sexta-feira (3). Veja como funciona sistema de piloto automático em máquina agrícola
Os desafios encontrados por fabricantes de máquinas agrícolas para atender as demandas do produtor rural brasileiro resultam em solução também para as montadoras de automóveis que miram esse público.
Se o objetivo não é o mesmo, carro e trator muitas vezes compartilham o mesmo tipo de solo. Foi isso que percebeu o executivo-chefe da Mitsubishi no Brasil, Mauro Correia.
Faça parte do canal do g1 Ribeirão e Franca no WhatsApp
Inspirada em máquinas agrícolas, picape da Mitsubish traz funcionalidades voltadas para o produtor rural
Divulgação/ Mitsubish
A marca japonesa apresenta uma picape que surgiu depois de a equipe visitar pelo menos 70 produtores rurais em todas as regiões do país. Com foco em novos produtos, principalmente pensados para o universo rural, a montadora recentemente anunciou R$ 4 bilhões em investimentos para adequar sua produção no país.
“Nós percebemos que havia uma carência em atender necessidades específicas de quem vive parte da vida no campo, parte na cidade”, diz Correia.
Tração 4×4 capaz de aguentar diferentes tipos de solos, de terra dura ou fofa a cascalho e pedra, reboque reforçado capaz de suportar mais de duas toneladas e mapeamento geográfico instantâneo offline são algumas das funções com inspiração em máquinas agrícolas e que podem ser conferidas de perto na Agrishow, maior feira de tecnologia agrícola do país que acontece em Ribeirão Preto (SP).
“O produtor rural quer usar o mesmo veículo para andar pela propriedade dele e ir ao supermercado, então é preciso chegar a um conceito que traga harmonia entre os dois ambientes”, diz.
Esse diálogo tecnológico não é algo recente. Um exemplo disso, segundo o coordenador de marketing da Massey Ferguson Eder Pinheiro, é o câmbio automático, hoje cada vez mais disseminado.
“É uma coisa que vem do agro. O trator hoje consegue fazer a troca de velocidades a partir de um câmbio continuamente variável. Você sai de 30 metros e vai a 30 quilômetros por hora sem necessidade de mudança de marcha manual”, diz.
Trator da Massey Ferguson
Divulgação/Massey Ferguson
Também não é algo que deve acabar tão cedo. No Brasil, os carros autônomos ainda não são uma realidade comum nas ruas, mas há sinais de que isso pode mudar, também graças à inspiração proporcionada pelos novos lançamentos de tratores.
Nos modelos que chegam ao mercado, o software de navegação é capaz de “dirigir” a máquina no campo. Além de não sair da linha reta com poucos centímetros de tolerância na hora de arar e semear a terra, há máquinas capazes de fazer o retorno e mudar de rota sem necessidade de intervenção, desde que programadas para isso, como é o caso do MF 8S da Massey.
Segundo Pinheiro, as inovações estão longe de parar por aí. Há muitos avanços a serem conduzidos nas máquinas agrícolas que poderão servir de inspiração para novos automóveis, por exemplo, quando o assunto é telemetria, ou seja, as ferramentas que captam em tempo real informações dos veículos.
“Além de todas as necessidades de uma máquina de alto rendimento, é importante saber como ela está funcionando em tempo real. Se está sendo operada de forma correta”, afirma.
Agrishow 2024: g1 faz giro pela feira do agronegócio em Ribeirão Preto, SP
Veja mais notícias da Agrishow 2024
Já foi à Agrishow? Conheça a maior feira de agronegócio do Brasil
source