Em busca do Sucesso

Aqui você começa o seu ciclo para um sucesso absoluto.


Estado é responsável por 70% da produção do grão no Brasil. Cerca de 80% da colheita do cereal já foi concluída, mas perdas podem chegar a 800 mil toneladas em áreas atingidas. Arroz na colheitadeira
Celso Tavares / g1
As chuvas no Rio Grande do Sul têm o potencial de gerar perdas de 10% a 11% na produção de arroz do estado e um prejuízo de R$ 68 milhões aos agricultores da região, segundo cálculos da consultoria Datagro. O RS responde por 70% da produção nacional do grão.
Antes do temporal, que já deixou mais de 80 mortos e 100 desaparecidos, a estimativa era de que o estado colhesse 7,5 milhões toneladas de arroz este ano. Mas, com a tragédia, a safra deve ficar próxima das 6,7 milhões ou 6,8 milhões de toneladas, podendo gerar impactos na inflação, ressalta a consultoria.
Até a semana passada, cerca de 83% da área plantada de arroz já estava colhida. A área que ainda falta colher corresponde a 150 mil hectares, dos quais 30% estão localizados em regiões afetadas pelas inundações.
Soja e milho
O Rio Grande do Sul também tem produção de soja e milho e feijão. Para essas culturas, o Datagro prevê:
Soja: perdas de 3% a 6%, com prejuízo entre R$ 125 milhões e R$ 155 milhões a produtores. Segundo a consultoria, essa redução deve ter “algum impacto” de alta sobre as cotações internacionais e domésticas.
Milho: perdas de 2% a 4%, com prejuízo de R$ 7 milhões a R$ 12 milhões. “Também aqui com leve impacto altista imediato sobre os preços locais. Mas sem peso para mexer significativamente no cenário de preços conservador do mercado internacional”, afirma a consultoria.
Chuvas no RS causam destruição no campo
Arroz branco, parboilizado e integral: entenda as diferenças
source