Em busca do Sucesso

Aqui você começa o seu ciclo para um sucesso absoluto.


Modelos enxutos, mas ao mesmo tempo potentes e adaptáveis a diferentes culturas estão entre os tratores apresentados na Agrishow voltados para a agricultura familiar. Há tecnologias que custam a partir de R$ 3,5 mil. Agrishow: equipamentos sob medida ajudam pequenos produtores rurais
Mais de 70% dos alimentos consumidos no Brasil em 2024 devem vir de produções familiares, segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag). Número expressivo que leva cada vez mais empresas do setor agrícola a concentrar esforços para desenvolver opções práticas e viáveis aos pequenos produtores.
Dentro desse segmento, máquinas compactas (veja acima a simulação de algumas delas), que chegam a ter menos de 1 metro de largura, valores reduzidos ou condições de pagamento facilitadas, e ao mesmo tempo dotadas de avanços tecnológicos, estão entre as apostas das indústrias participantes da Agrishow, maior evento de tecnologia agrícola do Brasil que acontece em Ribeirão Preto (SP) até sexta-feira (3).
Faça parte do canal do g1 Ribeirão e Franca no WhatsApp
Um dos visitantes que ajudam a movimentar os negócios é Jonas Eduardo Silva, que tem uma produção de hortaliças em Ribeirão Preto e comprou na feira um motocultivador, que ajuda no preparo do solo.
“Trabalho com plantio há dez anos e agora a gente vai finalmente começar a mecanizar essa produção que ainda é pequena, mas esperamos crescer”, conta.
O equipamento que ele adquiriu é um tratorito da Branco Motores, que tem 80 centímetros de largura e serve para diferentes culturas. Com versões que custam a partir de R$ 3,5 mil, ele funciona como um carrinho de mão e costuma ser o primeiro passo para mecanização no campo, segundo o coodenador de vendas da empresa, Carlos Celso.
“A ideia desse equipamento é inicialmente substituir a enxada, o esforço é mínimo”, afirma.
Tratorito em exposição na Agrishow ajuda produtores rurais que precisam mecanizar preparo de solo
Wolfgang Pistori/g1
Potência na medida certa
Tratores básicos, com motores relativamente potentes, e que demandam investimentos a partir dos R$ 75 mil, também devem ter crescimento acentuado de vendas em 2024 diante da alta demanda por mecanização na agricultura familiar brasileira.
“Vemos propriedades familiares na Europa com capacidade de produção bem maior do que a média no Brasil, mas essa realidade está mudando. Com a mecanização, além de uma capacidade de produção maior, vem também a qualidade de vida daquela família que está produzindo”, analisa o coordenador comercial da Agritech, César de Oliveira.
A empresa em que ele atua está lançando uma versão compacta de um trator com motor 4×4 e transmissão com até 12 velocidades de marcha. “Também adaptamos a cabine para maior conforto, que geralmente não é prioridade nesse tipo de máquina mais compacta”, afirma Oliveira.
Trator voltado para pequenos produtores em exposição na Agrishow 2024, em Ribeirão Preto (SP)
Divulgação/ Agritech
O motor mais potente também é destaque na Yanmar. A versão com 105 cavalos do trator Solis visa principalmente a fruticultura.
“Esse equipamento vai conseguir fazer sua função em diferentes tipos de solo. Ele vai conseguir fazer a auxiliar em todas as etapas da plantação”, afirma Rafael Ribeiro, coordenador de vendas da Yanmar, que também tem algumas versões de tratores com menos de 90 centímetros de largura.
Trator Solis, de pequeno porte, voltado para diferentes culturas e locais estreitos
Divulgação/ Yanmar
Condições que cabem no bolso do produtor
Condições de pagamento com juros menores, incentivadas por programas como o “Mais Alimentos”, do governo federal, ajudam a impulsionar a venda dos equipamentos que são um ponta pé inicial na mecanização das pequenas propriedades.
LEIA TAMBÉM
‘Carro voador’: em fase de liberação no Brasil, veículo que já faz voos na China vira atração de feira em Ribeirão Preto
De pulverização a controle de pragas: mais versáteis, drones evoluem para atender diferentes funções no campo
Mas quando a busca por tecnologia avança e os aportes demandados ficam acima dos R$ 100 mil, os produtores recorrem a parcerias e cooperativas como opções de crédito.
“O consórcio também é bastante procurado, porque as parcelas acabam sendo bem acessíveis”, diz Antonio Semmler, diretor comercial da Motocana.
É para o pequeno produtor que a empresa projetou o FL 300, que custa cerca de R$ 180 mil. O trator é uma alternativa para carregar madeiras de reflorestamento que tem uma base acoplada que ajuda a dar estabilidade e fazer o recolhimento de forma a usar pouco espaço.
Agrishow 2024: g1 faz giro pela feira do agronegócio em Ribeirão Preto, SP
Veja mais notícias da Agrishow 2024
Já foi à Agrishow? Conheça a maior feira de agronegócio do Brasil
source